Naviraí, Sexta-Feira   14 de Dezembro de 2018

09/06/2018


Almir Sater hoje se apresenta na Fejunav

Almir Eduardo Melke Sater, 61 anos, é um violeiro, compositor, cantor e instrumentista brasileiro. Gravou seu primeiro disco solo "Estradeiro" em 1981 pela Continental.

Participou de diversos shows e festivais de música. Ele é a maior atração da Festa Junina de Naviraí (Fejunav e se apresenta na noite de hoje, no segundo dia do evento promovido pela fundação Cultural de Naviraí.

Almir Sater deve apresehtar os sucessos de sua carreira, tais como Kikio, Chalana e algumas instrumentais entre as 141 músicas compostas e gravadas pelo renomado artista que leva o nome de Mato Grosso do Sul a todo o Brasil e que, neste ano, se apredenta em todo o Estado, dentroi da programação de comemoraççao de 40 anos do aniversário de Mato Grosso do do Sul, como aconteceu recentemente em Iguatemi.

Almir Sater é um artista de fronteira,que começou a se projetar com o quarto lugar no Festival da Tv Record . No primeiro momento, de fronteira geográfica: assume as influências da música paraguaia e pantaneira com as da cidade grande. Em segundo, a fronteira artística: sintetiza ritmos regionais, como o chamamé e o rasqueado, com urbanos (rock, pop, MPB e jazz). O próprio músico se define roqueiro e afirma que "ser violeiro é ser instrumentista". Para Sater, a viola não determina o que se toca; é apenas o instrumento que viabiliza sua música de difícil categorização.

O cantor participou do Free Jazz Festival, no Rio de Janeiro, em 1989, e viaja para Nashville, a capital da música country nos Estados Unidos, onde grava o disco Rasta Bonito (Continental, 1989). Seu nome e sua música ganham projeção nacional ao atuar na novela Pantanal (TV Manchete, 1990), de Benedito Ruy Barbosa.  Participa de outras novelas - A História de Ana Raio e Zé Trovão (TV Manchete, 1990/1991), O Rei do Gado(TV Globo, 1996), Bicho do Mato (TV Record, 2006). Ele conquistou o Prêmio Sharp de melhor disco instrumental em 1990 com o álbum Instrumental II (Eldorado) e de melhor música (Tocando em Frente, composta com Renato Teixeira e interpretada por Maria Bethânia).

Sater cumpriu uma intensa agenda de shows pelo Brasil, que registra no disco Almir Sater ao Vivo (Sony Music, 1992), com músicas autorais e clássicos caipiras, como Moreninha Linda (Tonico, Priminho e Maninho). Em 1994 lança o disco Terra dos Sonhos (Velas), seguido de Caminhos Me Levem (Som Livre, 1997) e Sete Sinais (Velas, 2006).

FEJUNAV

A 17ª Festa Junina de Naviraí (Fejunav), a maior festa popular e gratuita realizada no município, está programada para acontecer neste final de semana, na praça Euclides Fabris, centro da cidade, entre os dias de ontem e deste domingo.

A abertura oficial aconteceu na noite desta sexta-feira e a expectativa e teve o grupo Tradição em show, que é um patrocínio do Parque Playlândia, que está com seus brinquedos e estruturas instaladas no município, durante a realização do evento.

Ainda no primeiro dia houve apresentação da Quadrilha Junina da Melhor Idade e na sequência teve a semifinal do 12º Festival de Música Popular, Sertaneja e Kids. As pessoas também puderam ir nas barracas de entidades filantró

Neste sábado, além do show cde Almir Sater haverá a apresentação da Quadrilha Junina da Comunidade Nossa Senhora Aparecida, em seguida Quadrilha de Zumba e o Projeto Movimento e Saúde.

Fechando o evento, para a noite de domingo (10), está programada a final do 12º Festival de Música, com a performance dos finalistas do concurso musical que distribuirá uma premiação de aproximadamente R$ 12 mil entre os primeiros colocados de cada uma das três categorias Sertaneja, Popular e Kids.

Na noite de domingo (10), ainda acontecerá a entrega da premiação aos vencedores do Festival de Música 2018, teremos também apresentação da Quadrilha Maluca (Crazy Dance) e encerrando com o Show da Banda Detroit.

Fonte: Sulnews

<