Naviraí, Terca-Feira   25 de Junho de 2019

10/06/2019


Eliminação na Série D põe fim ao calendário de Operário e Corumbaense

Times de Mato Grosso do Sul se despediram do torneio nacional com derrota e não devem participar da Copa Verde

O calendário de 2019 chegou oficialmente ao fim para Operário e Corumbaense. Os dois times chegaram a 6ª rodada da fase de grupos do Campeonato Brasileiro da Série D com chances de classificação, mas foram derrotados e disseram adeus ao torneio.

 

Os dois times aparecem na lista de participantes da Copa Verde, mas não há o interesse em participar diante dos custos financeiros. A diretoria do Operário já comunicou a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e em nota disse que “o principal motivo é que Campo Grande não tem estádio em plenas condições para disputar a competição”.

Na última rodada do Brasileiro, o Galo precisou transferir a partida para Rio Brilhante, a 163 km de Campo Grande, para jogar contra o Atlético Patrocinense-MG.

Apesar da eliminação, o presidente do clube, Estevão Petrallás, afirma que o clube sai de cabeça erguida. “O sentimento é de dever cumprido, no sentido de fazer bem feito. Gostaríamos de ter classificado”, comentou.

Já o Corumbaense, que tinha situação mais fácil que o time campo-grandense para avançar de fase, perdeu para o Palmas-TO. O clube também enfrentou dificuldades fora de campo, como salário atrasado e protesto dos jogadores, sentados em campo no início de jogo.

“O Carijó da Avenida se despede da competição com o sentimento de fizemos o melhor dentro das nossas limitações”, diz comunicado do clube.

Agora, as atenções do futebol sul-mato-grossenses estarão voltadas para os torneios de base, como o Estadual sub-17 e o sub-19, que vale vaga na Copa São Paulo.

No segundo semestre a bola volta a rolar pela Série B. A expectativa da federação é de que pelo menos oito clubes participem do torneio: Paranaibense, Coxim, Ivinhema, Naviraiense, Cena, Misto, Maracaju e Pontaporanense. Mas a lista de participantes ainda pode sofrer alterações.

Fonte: Campo Grande News

<